Mostra SP tem Prêmio Spcine e programação nos CEUs

em

A partir desta quinta (20) até 2 de novembro, a Mostra Internacional de Cinema traz a São Paulo filmes de mais de 50 países em um apanhado da produção contemporânea. Ao todo, serão exibidos 322 títulos, entre obras clássicas e títulos recentes premiados em festivais pelo mundo.

Um dos pontos altos do calendário audiovisual da cidade, a Mostra celebra 40 anos nesta edição, revisitando nomes que marcaram sua história. Longas de grandes cineastas como Hector Babenco, Jim Jarmusch, Paul Verhoeven, Bette Gordon e Paolo Sorrentino ganham espaço na programação. O evento também presta homenagem ao americano William Friedkin, ao brasileiro Antônio Pitanga e ao italiano Marco Bellochio, que assina o cartaz desta edição.

A Spcine, apoiadora da Mostra, tem ações especiais dentro da programação deste ano.

Pré-estréias

Três títulos apoiados pela empresa realizam suas premières em  São Paulo: “Era o Hotel Cambridge“, longa de Eliane Caffé sobre um grupo de refugiados que divide com os sem-teto uma ocupação no centro de São Paulo, premiado na última edição do Festival do Rio; “Pitanga“, doc baseado em encontros do ator com figuras importantes na vida dele, dirigido por Beto Brant e pela filha Camila Pitanga; e “Canção da Volta“, drama conjugal estrelado por Marina Person e João Miguel.

"Pitanga"

Circuito Spcine na programação oficial 

As 18 salas do Circuito Spcine recebem filmes da seleção oficial da Mostra.  No dia 20, às 17h30, as salas dos CEUs exibem o documentário “Axé: Canto do Povo de Um Lugar“, de Chico Kertész, sobre as raízes do gênero musical  a partir de entrevistas com Araketu, Asa de Águia, Banda Mel, Caetano Velloso, Carlinhos Brown e outros nomes importantes.

No dia 23/10, às 16h, é a vez  de “O Ídolo“, do diretor Hany Abu-Assad, que acompanha o jovem Mohammad Assaf, cantor de casamentos que vive em Gaza (Palestina) e sonha em competir no programa Arab Idol.

axe

Para fechar a programação nos CEUs, no dia 26/10, às 17h30, a Mostra exibe “Quando o dia chegar”, drama de Jasper W. Nielsen centrado em dois irmãos cuja infância é abruptamente atingida ao serem levados para um reformatório.

Nas salas do Centro Cultural São Paulo e Olido, a programação é variada, com filmes da Espanha, Polônia, Sérvia, entre outros.

A entrada para as sessões nos CEUs é gratuita, com ingressos distribuídos com 1h de antecedência. No Centro Cultural São Paulo e no Cine Olido, a entrada custa R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia).

Prêmio para a produção nacional 

Como modo de reconhecimento da ótima produção nacional, a Spcine concede nesta edição da Mostra o Prêmio Spcine para o Cinema Brasileiro. Quem escolhe os filmes é o público. O melhor documentário recebe prêmio de R$ 15 mil e a melhor ficção R$ 35 mil.

Seminário BRICS e Soft Power 

A agenda especial ainda inclui seminário sobre políticas para o audiovisual nos países que compõe o bloco: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Acontece no dia 27 de outubro no Caixa Belas Artes, com inscrições gratuitas.

A programação conta debates entre pesquisadores, gestores e realizadores de iniciativas de cooperação com o objetivo de impulsionar políticas públicas, estimular o intercâmbio econômico e criativo entre as nações.  Além disso, compartilhar a experiência das potências emergentes no desenvolvimento do soft power. 

As inscrições devem ser feitas clicando aqui.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s